A mídia e o seu poder de persuasão.

        Por Estela Almeida

                                                           A mídia tem por objetivo atribuir, os status e prestígios a massa, e a sua função  é comunicar e levar informação por diversos meios de comunicação  que se dá por meio do mediador e do receptor ,a partir daí se dá o processo de comunicação.

  Todo ser humano tem  necessidades físicas,materiais e fisiológicas ,e a de se conectar no mundo, seja por fios ou antenas da TV, da tecnologia,do computador,do celular: que tornou-se indispensável para o mundo moderno, torna-se necessários o uso deste veículo tão poderoso e de rápido  acesso de comunicação que serve tanto para o nosso bem ou para o mal,dependendo como se este meio é usado. A mídia dita todos os dias sejam  nos anúncios, nas propagandas, publicidades, nos meios de comunicação enfim, transforma um bem comum em consumo.

A indústria da cultura impõe, induz e cria hábitos que somos domesticados  a ouvir e consumir o que a mídia reforça  com a pretensa de criar necessidades onde não existem, pois ela só sobrevive através deste fim, criar e gerar estímulos para que os receptores, isto é  a massa humana ,que consuma sem questionamentos,ou reação tornando eficaz o seu uso.

É  como se falássemos e  pensássemos em gastar o tempo todo , pois o que a mídia quer é que sejamos consumistas  pois a sua divisão de tarefa é exatamente esta, é o seu papel fazer com que todo produto de cultura se transforme em produtos que   muitas vezes são barateado,massificados  com a falsa esperança que até nos otimiza; a  mídia faz parte de tudo isto é o ditado “consumo logo existo” .

Somos manipulados, e até induzidos, pois funcionamos  de acordo com  os excessos que na maioria das vezes somos narcotizados com funções sensacionalistas das máquinas da informação que se diz entretenimentos mas na verdade  são meios da “alienação” que se chama de essa tal mídia de olhos e ouvidos da sociedade.

Crendo que temos o poder de opinião, somos os superpoderosos, temos em mãos como reagir a tudo o que nos classificam de “burros”, bobos e tantas outras coisas fazendo-se conhecedores desta verdade e das reais intencionalidades, diferenciando quem é o “capataz” que compõem a este cenário fazendo valer que o povo sou eu.

                                                                                                                      

Uma resposta to “A mídia e o seu poder de persuasão.”

  1. Beatriz Pacheco Says:

    Boa tarde, Florzinha. Quanto tempo! Espero que esteja bem! Decidi comentar seu texto, pois há muito procuro um tempinho para lhe mostrar a satisfação que sinto ao ver em ti uma mulher forte, que se empenha e busca o conhecimento. Para completar sua linha de raciocínio me apego a McLuhan quando afirma que “o meio é a mensagem”. É desse poder da mídia que estão surgindo os “novos cidadãos” do nosso (!?) Brasil. Seria (no mínimo) interessante se as pessoas ao nosso redor equilibrassem os momentos dentro da “zona de conforto” e se pusessem a refletir um pouco mais sobre o que consomem e o que isso representa para a construção do país e, consequentemente, do futuro de cada um. Saudades. Beijos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: